quarta-feira, 17 de outubro de 2012

O que estão fazendo com os taxistas é injusto e imoral: os piratas deitam e rolam impunemente

Com o compromisso de ser a voz na Câmara Municipal de TODOS os taxistas que estão sentados ao volante, fiz uma campanha realmente INÉDITA. Instalei-me à durante 47 dias à porta do Autódromo, onde todos foram fazer a "pista" na aferição dos taxímetros e, junto com o jornal que já tocava em várias situações desconfortáveis na praça, distribuía uma tira de papel, em que pedia que os profissionais informassem seus telefones e e-mails(quando tivessem) disponibilizando o verso para "recados e sugestões".


Posso dizer que foram numerosos os recados num total de quase 6 mil "cadastros" respondidos, oferecendo uma idéia inicial dos problemas de uma categoria que vive um paradoxo inacreditável: embora seja a mais importante para uma cidade que se pretende turística, que é cada vez mais inviável para os carros particulares, que não tem transportes de massa confiáveis (o metrô tem 42 KM e os trens quase todos os dias registram panes), apesar de tudo isso, a classe dos TAXISTAS é tratada com total desprezo pelas autoridades e "selecionada" para ser alvo das pressões mais indignas, que quase inviabilizam sua atividade, obrigando a TODOS, SEM EXCEÇÃO, a jornadas de trabalho superiores a 12 horas diárias.


Importante: ao contrário dos que se dizem amigos dos taxistas, eu estava lá PESSOALMENTE, ouvindo a cada um, inclusive aos permissionários mais antigos, que não gostaram da Lei 3123/00, mas que também precisam de um VEREADOR HONESTO, que não tenha medo de defendê-los contra os abusos das autoridades e daqueles que, com a cumplicidade destas, estão exercendo indevidamente o serviço de táxis na cidade.


Fiquei sabendo de coisas muito graves, a mais revoltante é a "taxa" cobrada por milícias em vários bairros, principalmente na Zona Oeste, como condição para não ser atacado e perder seu veículo.


Estou reunindo um verdadeiro dossiê. Hoje, mostro um verdadeiro câncer que está corroendo a praça - o carro particular fazendo o serviço do táxi, de forma ostensiva, sem que nenhuma autoridade tome providência, embora todas sejam rigorosas em manter os taxistas sob todo tipo de pressão.


Recebi panfletos em que esses piratas oferecem serviços de táxi publicamente, à luz do dia, dando telefone e endereços, ofertando "corridas pré-tabeladas" e mostrando as fotos dos seus veículos com placas cinzas. Alguns ainda garantem corridas mais baratas do que os táxis.


Esses usurpadores da praça não se limitam ao monopólio dos hotéis e pontos turísticos. Estão espalhados por vários bairros e já são milhares, segundo minhas primeiras estimativas. Seus serviços incluem cadastro de passageiros e "lotadas" que já serviram de pretexto para cassações de muitas autonomias.


Hoje, estou publicando a propaganda de três dessas "empresas" e "cooperativas" piratas. .


Isso me faz concluir: ou o poder público cumpre seu dever, ou estará ajudando a destruir a atividade dos taxistas que fazem quatro vistorias, que são obrigados a seguros contra terceiros, a dedetizarem os carros, a pagaram uma fortuna pelo "chip" do relógio, que são escolhidos para multas absurdas e obrigados a pararem em sinais altamente perigosos, pela madrugada, por conta dos pardais que são verdadeiros caças-níqueis oficiais.
 
(Matéria publicada originalmente no dia 4 de outubro no blog VEREADOR DE VERDADE).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lamentamos ter de adotar essa medida: devido aos abusos nas agressões grosseiras que ofendem minha DIGNIDADE E COMO SE POR ENCOMENDA, a partir de agora, por algum tempo, o seu comentário só será publicado após moderação.