terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Punição sumária, mas só para taxistas

Blitz no Cais do Porto lacra dezenas de táxis, enquanto os particulares agem sem qualquer constrangimento
 


Na foto do GLOBO carros particulares pegam passageiros
de forma irregular, mas não são incomodados pela fiscalização.
Na mesma hora em que carros particulares de placas cinzas pegavam turistas junto ao píer da Praça Mauá, uma rigorosa blitz  que incluía agentes secretos disfarçados de visitantes apertava o cerco aos taxistas, como se estes estivessem ali exclusivamente para extorquir passageiros.
Na manhã de domingo, dia 16, três táxis foram flagrados cobrando fora do taxímetro por policiais que se passavam por turistas: foram autuados e ficaram sabendo que perderão suas autonomias por atos sumários da Secretaria Municipal de Transportes.
Os particulares, que não estão sujeitos a qualquer norma ou regulamento, não foram sequer abordados. Para os fiscais, era como se eles estivessem ali como veículos de amigos dos passageiros.
Ao final da tarde de domingo, 131 táxis haviam passado por rigorosa abordagem junto ao cais - muitos perderam passageiros - e 19 deles foram LACRADOS por problemas de documentação e conservação, sem direito de defesa.
Aos jornais, o secretário municipal de Transportes, Carlos Osório,   foi incisivo:
— Começamos pela manhã fazendo o desembarque normalmente e suspendemos a fiscalização assim que diminuiu o volume de pessoas desembarcando. Logo depois, aconteceu a volta da ação dos bandalhas.  
E foi mais longe, dizendo que a tática tem como objetivo comprovar as práticas ilegais:
— A prefeitura nunca havia atuado desta maneira na fiscalização dos táxis da cidade. Quem é flagrado na operação tem a sua autonomia imediatamente cancelada. Se for permissionário ou auxiliar, nunca mais poderá operar como taxista no Rio — diz Osório.
Os fiscais checaram cartão de taxista; certificado de vistoria; certificado do Ipem, para ver se o pneu está de acordo com o que foi aferido; certificação do GNV, caso o carro use este combustível; seguro obrigatório contra terceiro; dedetização; Carteira Nacional de Habilitação e Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo.
Na operação realizada no sábado, 25 veículos foram lacrados devido a problemas com documentação ou manutenção do automóvel. Em uma outra ação, no mesmo lugar, foi interditado o estacionamento reservado aos táxis das quatro cooperativas com licença para pegarem passageiros dentro do porto.
Para a opinião pública ficou a imagem de que os taxistas não são confiáveis e costumam cobrar "no tiro", o que leva quem lê as matérias nos jornais a aplaudir as medidas punitivas, adotadas de forma sumária, sem direito ao contraditório.
Nessas horas, não apareceu lá nem dirigentes do sindicato dos taxistas, nem os políticos eleitos com os seus votos.  Porque quando certa imprensa diz uma coisa, todos eles põem o rabo entre as pernas.
Não estou aqui para defender abusos de alguns profissionais. Mas, como certeza, a maioria das autuações não tem nada com essas atitudes. Não é a primeira vez, por exemplo, que um taxista sofre uma punição extrema e perde a própria autonomia por  conta de atraso na dedetização.
O Cais do Porto não é o único alvo das operações conjuntas da Secretaria de Transportes e da polícia. Agora em dezembro, quando o taxista tem possibilidade de ganhar uns trocados a mais, a pressão que sofre é quase insuportável.
A impressão que se tem é que os fiscais trabalham por metas: precisam lavrar um número cada vez maior de autos punitivos.
Repito mais uma vez: longe de mim a defesa de alguns abusados, que se tornaram taxistas e não entenderam que devem respeito aos passageiros.
Mas considero uma medida ditatorial a cassação da autonomia por ato de um funcionário, sem que se observe o rito indispensável que assegure a ampla defesa e sem que se estabeleça uma norma de punição escalonada, de modo a considerar quem é primário e quem é reincidente: ao cassar uma autonomia ou uma licença de auxiliar, a prefeitura está afetando a família do profissional, subtraindo-lhe o próprio vínculo com o trabalho.
O grande problema é que a classe não é unida, não tem um sindicato atuante e só serve como massa de manobra de certos políticos, os quais desaparecem nas horas difíceis, porque aprenderam a não entrarem em divididas.
Fica o assunto para seu comentário. 
E as novas permissões?
Não estamos tocando no assunto para que você mesmo tire suas conclusões. Até hoje, a Secretaria de Transportes não divulgou o número de permissões cassadas, embora o prazo para isso tenha se esgotado no dia 30 de setembro, conforme decreto do Prefeito Eduardo Paes.
Oportunamente, vamos tratar dessa questão. 
PERFIL DOS NOSSOS LEITORES
Colocamos no nosso blog uma pesquisa para conhecer o perfil dos nossos leitores. Até agora, apenas 37 responderam, o que é muito pouco. No entanto, pelas respostas,  ficamos sabendo que 25 dos leitores são auxiliares, o que corresponde a 68%. Os beneficiários da Lei 3123 somam apenas 6, mesmo número dos permissionários antigos.
Você ainda pode votar.


37 comentários:

  1. sou taxista a dez anos, nunca vi uma classe tao desunida, da nojo; a prefeitura faz o que quer com os taxista;

    ResponderExcluir
  2. Eu sou taxista apenas 17 meses porém, sinto-me totalmente impotente quando vejo taxistas PIRATAS (amarelinhos) se passando como LEGALIZADOS principalmente na noite do RJ, estes pontos são a Lapa, Rodoviária, Pontos que são diurnos de taxistas legais porém, a noite viram ponto de taxis piratas, Barra Music, Boate Nut na Barra entre outros que se eu ficasse aqui relatando, levaria uma semana. Quanto a união dos taxistas, concordo com o parceiro acima, totalmente desunidos ao ponto de eu ter assistido há 1 mes atrás, por causa de um único passageiro, embaixo do viaduto Paulo de Frontin, uma batida envolvendo 3 taxis na madrugada quer dizer, baderna geral e, muitas vezes quando alguém faz sinal para mim taxistas piratas atravessam seu caminho e pegam o passageiro e ainda lhe dizem, sou pirata e posso! Avançam sinais, param em locais proibidos, pegam passageiros na direita da seletiva dos onibus e muito outras coisas mais e ainda, tem a conivência de policiais corruptos que para não pegarem estes, recebem propina! Outro dia, entrei no terminal 2 do Galeão pois o passageiro, me pediu para deixá-lo na parte debaixo e, inocentemente, entrei pela pista da direita já que a pista da esquerda, estava bloqueada pelos taxistas não registrados no aeroporto conclusão, fui multado INJUSTAMENTE!As blitzs deveriam ser somente para taxistas porém, deveriam ser efetuadas nos pontos fixos e não somente na passagem na rua assim, os legalizados, seriam mais respeitados como eu e, provavelmente como o Adriano Castro também!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza eles sāo taxistas auxiliar, você ainda vai passar por muita coisa meu filho, tenho três gerações de taxistas na família, oq não falta e história, isso só vai terminar quando proibirem a entrada de novos auxiliares,e qualificar o que já tem!

      Excluir
  3. Sou permissionário DNM,a culpa desses fatos,como: arbitrariedades da prefeitura,descaso do sindicato,etc...Acontecerem é do próprio taxista que só pensa no dinheiro,não coloca Deus na frente da sua vida,do seu trabalho,do seu estudo,elegem politiqueiros que só pensam em colocar dinheiro nas cuecas,nas meias e nas calcinhas de suas mulheres.

    ResponderExcluir
  4. sou taxista auxiliar a dez anos e não estou aguentando mais trabalhar diante de tanta pressão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se proibirem a entrada de novos auxiliares, um dia todos serão permissionarios!

      Excluir
  5. Como disse o colega acima, tais fiscalizaçoes deveriam ocorrer no periodo noturno, visto que a noite os ratos saem! Bem como atuar nas vias principais pois, se o pirata sabe que a fiscalização esta na rodoviária ou no aeroporto ele simplesmente nao vai mas, se houvessem fiscalizaçoes em locais aleatorios essa pratica ilegal talvez ficasse inibida! Dica ai para as autoridades

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A única obrigação da prefeitura do RJ e fiscalizar o serviço de transporte de passageiro(taxi), carros descaracterizados fazendo esse tipo de serviço esta cometendo um crime, aí já teria que ser a PC ou até mesmo a PM,,, $$$, hahaha, isso existe a décadas,quando não entra $$$ no cofre, não interessa a nenhum deles, mas se for uma lei seca da vida em que todos estão ali unidos sendo fiscalizados a coisa anda,$$$ e como anda", não adianta atacar a prefeitura por isso, tem q denunciar a omissão do poder publico pra tal fato! Por ex: Passe na rodoviária a noite que vc Verá carro perticular oferecendo taxi na frente da PM, se tirar fotos ou filmar e RUA pra eles, lá na Av. Atlantica num bar chamado balcony tem civic preto e um nissam prata oferecendo taxi na frente do PM, fui parar ali pra pegar uma menina eles amaçaram meu carro e o PM virou de costas e fingiu que não viu, precisamos filmar esses pilantras, reclamar e fácil !

      Excluir
    2. Kkkkk , engraçado peguei uma garota com um turista e ela queria pegar um negocinho, e pediu pra eu parar nesse mesmo lugar, caaaara, nunca imaginei que ali pudesse ter uma B.F na frente de uma cabine policial, foi muito rápido, ela pegou 300,00 com o turista e foi lá, voltou em 2 mim,com o tal negocinho! Confio meu IP: Ao P. Porfirio, no outro não!

      Excluir
  6. Raimundo Ninato Alencar18 de dezembro de 2012 15:12

    Eu gostaria de saber porque essa marcação com os taxistas, que são obrigados a fazerem 4 vistorias, vivem sendo parados pela fiscalização, enquanto os táxis piratas, inclusive com placas cinzas, vão tomando conta da praça. Sou auxiliar a 6 anos e estou trabahando mais de 14 horas para conseguir pagar as minhas as diárias. E ninguém faz nada.

    ResponderExcluir
  7. Fui auxiliar por sete anos,ganhei minha permissão no Movimento Diaria Nunca Mais;e sempre trabalhei dentro da Lei;taxista tem que trabalhar usando taximetro nunca no tiro,faça como eu,fuja da Rodoviaria,dos aeroportos,dos pontos turisticos,se não está sastifeito mude de profissão.




    ResponderExcluir
  8. paulo narciso ferreira da silva18 de dezembro de 2012 16:56

    E interessante que estas medidas sejam tomadas para punir os maus profissionais, pois chega de ser tratado como bandido por causa de uma minoria, mas ha a necessidade de uma contra-partida, o patrulhamento destas locadoras que atuam no ramo de fretamento remunerado, canibalizando o nosso publico alvo, um realinhamento de tarifas para que possamos disponibilisar um melhor serviço, certas atitudes arbritarias, como o embarque e desembarque na Pres. Vargas, uma menor burocracia junto aos orgaos publicos para efetivaçao da permuta do veiculo sem a necessidade de despachantes, um canal direto e sem intermediarios para com a classe e um representante realmente imbuido da premissa de defender os interesses da classe e nao os proprios.

    ResponderExcluir
  9. VERGONHA ESSA PREFEITURA QUE SO COBRA DO LEGAL< ENQUANTO OS CARRO PARTICULAE FAZEM LOTADAS NA ESTRADA DOS TINDIBA EM FRENTE AO PRESZUNIC>

    ResponderExcluir
  10. Só não ve quem nao quer, os hoteis da Barra e Copacabana, os piratas "Carros cinzas e pretos com placa cinza" fazem acordo com os hoteis e cobram a vontade principalmente do turista. Nas revistas de propagandas que são colocados nos condominios da Barra, alem de oferecer os piratas como taxi, ou carros de aluguel ? "chapa cinza hein" colocam o preço até do trajeto. UMA VERGONHA PARA UMA PREFEITURA QUE SE DIZ CONTRA A PIRATARIA< ONDE SO COBRA DO LeGAL, O ILEGAL É INTOCAVEL!!!!!alguns hoteis Casa del mar, Brisa,Sheraton, Windsor,Royalty alem de cond. como Mario Henrique simossem,até o super mercado Guanabara. Sei Caso de taxista que vendeu sua autonomia com carro e tudo por 180 mil para comprar 9 carros para ser aplicados com auxiliar na Pirataria . Imagine na COPA.

    ResponderExcluir
  11. sou taxista a 12 anos;
    e prefeito cade o respeito com o taxista,que você prometeu na sua 1 eleicão.

    ResponderExcluir
  12. João Carlos sou taxista a mais de 30 anos fui beneficiado pela lei 3123 eu sou do tempo que quando um taxi enguiçava na rua vários colegas ligavam seus alertas dos carros e acompanhavam o colega até o destino final.hoje não existe mais isso a classe acabou.

    ResponderExcluir
  13. pedro sou taxista permicionario em sua materia vc fala em 20 mil escravo pedro escravos e ingratos pois com este numero vc seria eleito e nao foi enquanto isso o fellip tem votos e e sempre eleito pelos permissionarios . outra antigamente existia hoje muito pouco os auxiliares hoje a maioria e locatario o cara compra o carro e aluga a autonomia e paga em media 30,00 por dia au dono da permissao estes locatarios pedro numca pagaram sequer uma diaria e agora quer ganhar uma isso nao e imoral vc conhecer hoje um auxiliar e dificil sao poucos esta e para pensar

    ResponderExcluir
  14. Esse imbecil que esta pedindo a essa Ditadura chamada Fiscalização que faça isso a noite deve ser pirata e só trabalha de dia, são os bandeiras 2 que atendem os passageiros que solicitam vtrs de madrugada evitando que a lei Seca seja desrespeitada por elas seu imbecil, se voce for verificar o horário de apreensão desta modalidade de ilícito verá que isto ocorre de dia,mas como voce só fala besteira corra atrás da sua autonomia e continue enganando os trouxas que te acompanham.

    ResponderExcluir
  15. Sou o ferreira e estou enteressado de trabalhar como motorista auxiliar de taxi em São Paulo quem se interessar entrar em contato por HEMAIL pastorferreira@hotmail.com .
    GRATO
    FERREIRA

    ResponderExcluir
  16. Taxista há dez anos, vejo que realmente nos tornamos inimigos de um mesmo país, e o verdadeiro inimigo é o Governo, a desorganização da classe é favorável pra Prefeitura, como os Blackblocks são pro Governo, precisamos nos organizar internamente. Vai de cada um, permissionário ou auxiliar, parando com as picuinhas de direitos mútuos, todos são merecedores, hostilização com o próximo, ajuda ao colega em perigo, isso sim é o mais importante, foi-se o tempo do corporativismo, quando um taxista era parado por uma viatura seja de q natureza logo logo paravam uns trezentos taxis pra verificar o ocorrido, ou bastava um pneu estourar os colegas faltavam dar o estepe, eu sei pois meu pai tinha taxi, no guerenguê tinha corrupção mas funcionava era ruim algum fiscal tirar farinha, porrada estancava, gente vamos nos revoltar com isso, agora o cara se ferra e o outro tira proveito, quando um Guarda Municipal q é um do nossos piores inimigos tiver multando o colega e se o mesmo tiver indagando pare e o faço tambem, não se omita, vamos auxilia-lo, se possível tomando nota da identificação do GM testemunhando, vamos nos unir de dentro pra fora, um abraço.

    ResponderExcluir
  17. cheng1014
    herve leger, http://www.herveleger.us.com/
    the north face uk, http://www.thenorthfaces.org.uk/
    futbol baratas, http://www.futbol-baratas.com/
    gucci, http://www.borseguccioutlet.it/
    parajumpers coats, http://www.woolrichoutletstore.us.com/
    yoga pants, http://www.yogapants.us.com/
    stuart weitzman boots, http://www.stuartweitzmanoutlet.us/
    moncler outlet, http://www.uggoutletstore.eu.com/
    cheap nhl jerseys, http://www.nhljerseys.us.com/
    cheap michael kors handbags, http://www.cheapmichaelkorshandbag.in.net/
    the north face jackets, http://www.thenorthfacejacket.us.com/
    michael kors outlet, http://michaelkors.outletonlinestores.us.com/
    ray ban sunglasses, http://www.ray-bansunglassess.in.net/
    thomas sabo uk, http://www.thomassabos.co.uk/
    nike trainers, http://www.niketrainers.me.uk/
    michael kors outlet, http://www.michaelkorsusa.us/
    nike outlet store, http://www.nikeoutletstore.us/
    roshe run, http://www.rosherunshoessale.com/
    prada handbags, http://www.pradahandbagsoutlet.co.uk/
    wellensteyn jackets, http://www.barbour.us.com/
    nike huarache, http://www.nike-airhuarache.co.uk/
    canada goose jackets, http://www.parajumpers.in.net/

    ResponderExcluir

Lamentamos ter de adotar essa medida: devido aos abusos nas agressões grosseiras que ofendem minha DIGNIDADE E COMO SE POR ENCOMENDA, a partir de agora, por algum tempo, o seu comentário só será publicado após moderação.